Meu Pé de Ipê Roxo: Pede socorro no Dia da Árvore

Pau D’Arco ou Ipê Roxo

Pau D’Arco ou Ipê Roxo

Pau D’Arco ou Ipê Roxo

Pau D’Arco ou Ipê Roxo

…………………………….

– Olá meu amigo. Você passa por aqui todos os anos desde 2010 sempre nessa época. Desculpe-me, hoje eu não posso mais lhe presentear com aquela deslumbrante beleza. Antes você dizia que estava fazendo mototerapia. Prometeu passar a fazer jumentoterapia. E agora vem fazendo carroterapia. Cadê a moto?

– Substituir pelo carro. Estou cada vez mais cansado e andando devagar. No carro o risco é menor.

– Ora, se está andando devagar deveria ter vindo no seu velho amigo jumento. Esse aí produz tanta poeira que está me sufocando.

– E é por isso que você está sem as flores?

– Não. Esse aí vai me matando aos poucos com tanta poluição. A falta de flores é pela falta de chuva. Já não sirvo mais nem para vocês fazerem cabo de machado. Mas também nem seria necessário. Agora o homem usa a moto serra. Acaba conosco em poucos segundos. Nos anos de mil e novecentos e antigamente, nessa época de seca, vocês desabavam daqui como retirantes para as cidades. Voltavam quando São Pedro abria as porteiras e eu estava aqui, firme, esperando. Agora, depois da Barrarem de Itaparica, são os retirantes das cidades apelidados de sem terra que veem de lá pra cá. Já sinto cheiro deles aqui por perto. Acho que no próximo ano você não me encontrará mais aqui.

– Vai viajar?

– Não. Você certamente não me verá mais. Estarei escondido nas paredes das casas de taipa dos Sem Terra ou transformado em carvão para os churrascos que eles fazem nos finais de semana. Veja, no chão, o que fizeram ontem comigo. Quando o Projeto Icó Mandantes foi criado vocês prometeram que aqui seria a reserva legal. Nós seriamos preservados para servir de pulmão aos reassentados. Será que esqueceram que eu sou a Árvore Símbolo da Flora Nacional?

– E os fiscais do IBAMA não passam por aqui?

– Que nada amigo. Será que eles também são Sem Terra?

Leia também:

A seca Verde no Semiárido Nordestino

As folhas caem: um espetáculo deslumbrante e inesquecível

5 comentários

  • Pingback: A seca Verde no Semiárido Nordestino – Instituto Afim ◄► Blog do Icó Mandantes

  • Prof Paulo Campos, que tipo de evento poderíamos fazer nesta primavera (talvez no próximo mês de outubro) para sensibilizar produtores e estudantes para a questão da fauna e da flora no Projeto Icó-Mandantes. Trabalho no programa de apoio ao recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos e medidas de proteção de FAUNA E FLORA no entorno do lago de Itaparica (CHESF/DMA). Posso conseguir mudas de espécies nativas. Poderíamos fazer algum tipo de gincana tendo como meta o plantio dessas mudas. Poderiam ser plantadas na frente de lotes, em áreas de sequeiro, etc. Pessoas ou grupos poderiam ficar responsáveis pelos tratos culturais (molhar uma vez por semana e fazer algum tipo de proteção para evitar que caprinos, ovinos, etc, venham destruí-las). Não sei. São só ideias, mas que poderemos juntos com o Instituto AFIM, escolas, etc, bolar um projeto viável nesse sentido. Fico à disposição. Um grande abraço.

    • Obg Ivandro pela colaboração. Podemos conversar. Há problemas dificeis de sererm resolvidos, embora não impossíveis. A matéria deixa implícito esses ploblemas.

  • Sonia Maranhāo

    Essa resenha deveria ir às redes sociais.
    Por que nāo ?

    • Isso mesmo amiga, mas infelizmente em extinção pela pela ação predatória do próprio ser humano, o mais irracional de todos os animais. Obrigado pela colaboração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *