Uma ponte entre o passado e o presente

cais03Petrolândia 05 de novembro de 2013

Cais D. Pedro II ou Píer da Prainha? Se a resposta correta for a primeira opção teremos uma ponte entre o passado e o presente. Será uma importante, oportuna e merecida contribuição ao patrimônio histórico e cultural da nossa cidade. Independentemente do estilo da obra de ontem e de hoje será uma forma do nosso povo mergulhar e ficar conectado permanentemente à história da nossa querida Petrolândia. Mas se for batizado de “Píer da Prainha” estaremos cometendo um equívoco histórico imperdoável conhecido como estrangeirismo ou até mesmo barbarismo. Infelizmente, muitas vezes, de forma inconsciente, pessoas apropriam-se de neologismos e passam a usá-los, sem perceber, como instrumento de dominação através da linguagem.

cais04“Píer” vem do inglês. Significa “Pilar” em nosso dicionário nordestinês. Aportuguesado: Vários pilares sustentando uma passarela flutuante que servirá para atracar embarcações. Parece-me que no projeto apresentado pelo Prefeito o “Píer da Prainha” é apenas uma peça de engrenagem no meio de um todo chamado Cais.

Em 1877 D. Pedro II veio à Petrolândia e mandou construir um Cais e uma ferrovia. Objetivo: Ligar economicamente o alto e o baixo São Francisco e com isso escoar a produção de gêneros alimentícios produzidos em municípios localizados às margens do Velho Chico além de gerar emprego e renda para os sertanejos famintos. O Cais foi construído e a ferrovia também. Dar para entender um empreendimento deste porte há 136 anos em Petrolândia? Só Mergulhando na história das águas do Velho Chico.

cais02Segundo o Prefeito Lourival Simões “Desde a mudança da cidade para a atual localização, o poder público aguarda essa correção, pois tínhamos na Velha Cidade o nosso cais e, com a mudança para cá, nós perdemos esse espaço que servirá não apenas ao desenvolvimento do turismo como auxiliará aos pequenos e médios pescadores que terão onde atracar suas embarcações”.

Assim, se em 1877 D. Pedro II veio aqui e mandou construir um Cais nada melhor que o Prefeito que 136 anos depois manda construir outro para substituí-lo, e agora com toda força do Estado da Arte do século XXI, sugira ao povo que ele seja batizado de Cais D. Pedro II em vez de Píer da Prainha.

cais01E se assim for, os pequenos pescadores, os humildes agricultores, os cabras da peste do nosso sertão não sairão daqui irritados por não conseguirem entender o linguajar da elite que frequenta o Píer da Prainha como apresentado no vídeo abaixo. Os gringos turistas, gostarão de ouvir e aprender o arretado linguajar nordestinês dos guias turísticos petrolandenses. Em vez de importar vamos exportar neologismo.

Fotos: Divulgação facebook 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *