Ninho de Casaca de Couro: Obra Prima arquitetônica da fauna do semiárido nordestino

Petrolândia 01 de outubro de 2011

Fomos presenteados com a construção da residencia oficial de um casal da rainha dos pássaros da fauna nordestina. No Jardim à poucos metros do terraço elas resolveram construir o seu lindo palácio. Ao amanhecer elas anunciam com o seu lindo canto, em dupla, que estão saindo para o campo. Sempre que voltam durante o dia fazem um desafio como se fosse dois repentistas. Diariamente fazem reparo na coberta de sua residência destelhados pelo vento forte. A tardinha ao escurecer anunciam novamente que estão se recolhendo aos seus aposentos. E assim acontece todos os dias.
Ruy de Morais e Silva compôs uma música, eternizada por Jakson do Pandeiro. Esta Música retrata fielmente a vida deste espetáculo que a natureza nos oferece gratuitamente. No áudio do vídeo ao lado a interpretação é da Banda Casaca de Couro de Aracaju, SE.

Xô, xô, xô, xô
Casaca de couro
Cantando as duas na telha
Cantando as duas na telha.

Parece um arapuá
Cheio de vara e algodão
O ninho de uma casaca
Não parece ninho não
Parece mais os parceiros
Do pajeu do sertão.

Em riba do pé de turco
Tem um ninho de graveto
Tem garrancho de jurema
Tem pau branco, tem pau preto
Tem lenha que dá pra facho
Tem vara que dá espeto

Uma grita, outra responde
Uma baixa, outra também
Parece mulher pilando
Pro mode fazer xerém
Subindo e descendo as asas
Como os seios do meu bem.

Eu nunca vi desafio
Mais bonito, mais iguá
Duas casacas de couro
Quando começa a cantar
Parece dois violeiros
Num galope à beira-mar.


Ouça o canto da Casaca de Couro