Vai com Deus meu amigo Juvêncio

DSC07848_

“Como a semente posta na terra, nós não perecemos quando morremos, mas tendo sido plantados, nós levantamos” (Santo Atanásio).

Hoje mais um dos grandes homens, simples, humilde, determinado, agricultor, membro de uma grande família formadora da consciência cidadã desse nosso pedacinho de chão passou para o outro lado da vida.

A foto registra um dos vários momentos em que nos encontrávamos na estrada que liga Petrolândia ao Icó Mandantes. Era 23 de novembro de 2013. Esbanjava saúde. Ele na sua moto Bross e eu na minha. Vinha da sua roça no Limão com destino a outra roça no Umbuzeirão. A poeira só não cobria os nossos olhos. Eu andava documentando a Flora e Fauna da Reserva legal quando, sobre um sol de rachar, mais uma vez tive a oportunidade de bater um bom papo sobre a seca que implacavelmente sempre assola o nosso sertão. Ele para a moto e diz:

– Bom dia Paulo.

Bom dia. Trocou o jumento pela moto? Antigamente você só andava por aqui à cavalo ou jumento.

– Todos nós meu amigo, e devemos dar graças a Deus, embora naquela época a vida fosse muito mais tranquila do que agora. Hoje os tempos são outros. O que tá fazendo com essa máquina na mão? Pensa que as catingueiras estão mortas? Veja, só tem ali um Pau de Ema verde. Se não fosse a barragem o povo daqui hoje estaria morrendo de fome. Muitos comiam a raiz dele e macambira. Elas não estão mortas. Estão dormindo. Quando cair os primeiros pingos de chuva elas acordam e em oito dias estão tudo verde novamente. Tem uns abestalhados na televisão dizendo que o Rio São Francisco vai morrer. Não sabem de nada. Só Deus sabe qual será o futuro do Velho Chico e com certeza não vai nos abandonar.

Feminismo vs Machismo, Racismo vs Tolerância. – Dividir para dominar?

BibiMamae3
Antes de tudo deixo aqui bem claro o meu conceito sobre o tema:

“Feminismo não prega ódio, feminismo não prega a dominação das mulheres sobre os homens. Feminismo clama por igualdade, pelo fim da dominação de um gênero sobre outro. Feminismo não é o contrário de machismo. Machismo é um sistema de dominação. Feminismo é uma luta por direitos iguais”. (Clara Averbuck)

Racismo é todo pensamento ou atitude que vise separar raças humanas considerando algumas superiores as outras. O racismo pode ser contra negros, mulatos, índios e até mesmo contra brancos. Reconheço, porém que quando se discute racismo os negros são a principal referência.

Dividir para dominar.

Quanto maior a fragmentação racial, étnica e/ou religiosa mais fácil para dominar. Neste caso a quem interessa essa fragmentação?

Quando uma pessoa, grupo ou seja lá o que for tenta desqualificar quem pensa diferente da sua ideologia, quer seja quanto ao racismo, questões de gênero, etc., está nada mais nada menos, conscientemente ou não, promovendo a divisão dos seres humanos em fragmentos que só interessa a quem domina ou quer dominar. Se já domina quer continuar dominando, e se é dominado quer chegar ao outro lado para também se tornar um dominador. Isto é feito pelas ideologias com objetivos específicos que vão sendo criadas ao longo da história. As presas mais fáceis para aderirem a tais ideologias são os jovens. O Estado Islâmico não foi criado do dia pra noite.

A foto acima, é de minha avó (Maria Cassimira da Silva, carinhosamente chamada de Bibi). A criança com o laço na cabeça é minha Mãe. Bibi é filha de uma mulata (Verônica ou Mãe Lon). Esta por sua vez é filha de uma negra (Maria Matilde da Conceição). Foi Escrava no Icó do senhor Antônio Bigodeiro. Bibi Perdeu o seu marido, portanto meu avô João Campos, Filho de Faustina Campos natural de Glória, BA, quando minha mãe tinha 18 meses. Casou-se novamente e teve mais duas filhas. Ela tinha 9 irmãos. 5 mulheres e 4 homens. Bibi era, sem saber, feminista por natureza. Mas nunca precisou se colocar contra os homens para conquistar o seu espaço. Na nossa família de filhos a netos e bisnetos a última palavra era a dela. Todos na região gostavam e a admiravam. Em resumo: Minha trisavó era negra e escrava, com muito orgulho!!!

Por fim, eu relembro o nome de várias mulheres brasileiras que contribuíram significativamente para a conquista de direitos iguais para as mulheres, índios, negros sem nunca terem precisado pregar a dominação das mulheres sobre os homens. Leiam neste link:

18 mulheres brasileiras que fizeram diferença

Outubro Rosa – Seja bem vindo ao Icó Mandantes

DSC01890

O Icó Mandantes, Petrolândia Pernambuco entra, hoje, na onda do movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa.

Foram vivenciadas no Centro Administrativo do Icó Mandantes diversas atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção do câncer de mama como consulta ginecológica, preventivo, teste de HIV entre outros. Paralelamente foram realizadas palestras e oficinas de artesanato como Oficina de Vagonite promovida pelo CRAS, tela com fibra de bananeira pelo SCFV e Tela de Quadros com sementes pela Casa das Juventudes.

O outubro rosa é um movimento iniciado nos Estados Unidos na última década de 20 tendo como símbolo o laço rosa. Este simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama ao mesmo tempo em que estimula a participação da população, empresas e entidades a promoverem campanhas de conscientização tendo como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Esse movimento chegou ao Brasil em 2002 em São Paulo, apenas como simbologia liderado por um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama. Em 2008 várias capitais do Brasil iluminaram de rosa seus principais monumentos históricos. Nesse ano o Cristo Redentor no Rio de Janeiro ficou conhecido, mundialmente, como o símbolo do Outubro Rosa.

Hoje este movimento é realizado em várias cidades do mundo tendo como epicentro das ações o mês de Outubro.

DSC01906

DSC01904
DSC01903
DSC01901
DSC01900
DSC01899
DSC01898
Cartaz

SUICÍDIO E HOMICÍDIO: O PREÇO DO PROGRESSO

Cemitério do Icó Mandantes. O Lado esquerdo da capela foi destinado ao sepultamento de pessoas vítimas de homicídios até a o final da década de 2000 e aceito pela população sem discussão.

Cemitério do Icó Mandantes. O Lado esquerdo da capela foi destinado ao sepultamento de pessoas vítimas de homicídios até a o final da década de 2000 e aceito pela população sem discussão.

A taxa de suicídio verificada no Icó Mandantes Petrolândia Pernambuco nos últimos cinco anos (2009 a 20014) é estarrecedor. 50.0. suicídios para cada grupo de 100.000 habitantes. A média no Brasil é de 6.0 dados de 2012. Petrolândia 10,15 e Itacuruba PE 26,60. Estes dados para o Projeto Icó Mandantes são alarmantes. Não Basta prevenir e combater, temos que antes buscar as possíveis causas. Uma delas seguramente é de ordem sociocultural e política.

Em 1988, com o fechamento das comportas da Barragem de Itaparica construída pela ELETROBRÁS / CHESF, romperam-se, compulsoriamente, os laços sociais, familiares, de amizade e com o meio ambiente de comunidades formadas por pessoas simples, trabalhadoras, sérias, honestas, que viviam livres como os passarinhos. Todos foram obrigados a dedicarem-se a agricultura irrigada tendo ou não experiência ou vocação.

Às margens do Rio São Francisco desapareceram as comunidades de Malhada vermelha, Carirú, Sobrado, Pé de Serra, Icó, Lagoa do Icó e Papagaio;

Às Margens do Riacho dos Mandantes: Poço da Madeira, Olho D’agua, Sítio Novo, Lagoa da Areia, Caraíba, Boa Vista, Marí, Caiçara e Panela D’agua;

Às margens do Riacho do Limão Bravo: Lagoa do Cipó, Lagoa do Angico, Chapada, Poço da Onça, Campinho, Cachimbo e Limão Bravo.

Vale aqui salientar que estou falando apenas das comunidades localizadas no município de Petrolândia. Comunidades às margens do Rio São Francisco localizadas na Bahia e município de Floresta e outras cidades adjacentes aqui também foram reassentadas. Ao todo 800 famílias.

Na primeira década pós reassentamento as taxas de homicídios entre jovens foram alarmantes a ponto de no cemitério local ter sido destinada uma ala exclusiva para pessoas vítimas de homicídio envolvidas em crimes de assalto à mão armada, roubo de carga, pistolagem, etc. Esses jovens eram filhos de reassentados. Em outras palavras: É como se não fossem seres humanos, cristãos.

Para conhecer a verdadeira história de como se deu o deslocamento e reassentamento da população e uma das possíveis causas de tanto suicídio e homicídio no Icó Mandantes leia esta matéria:

O Projeto Icó Mandantes de Petrolândia Pernambuco ontem hoje e amanhã

 “Todo processo de mudança promove novas adequações identitárias e, durante algum tempo, as populações que passam por tal processo sentem-se perdidas, pois parte de suas crenças e de suas vidas foram arrancadas, e por esta razão, vêem-se obrigadas a se redefinirem diante do mundo e de si mesmo” (prof. Severino Vicente).

“O sociólogo Emile Durkheim assinalou, no século XIX, um conceito de laço social que ainda hoje nos é muito útil. Quanto maiores os laços sociais em uma determinada comunidade, menores seriam as taxas de mortalidade por suicídio. Este conceito sociológico pode ser transposto para o nível individual: quanto menos laços sociais tem um indivíduo, maior o risco de suicídio”. (Suicídio: informando para prevenir / Associação Brasileira de Psiquiatria, comissão de Estudos e Prevenção de Suicídio. – Brasília: CFM/ABP, 2014, pg 22).

No momento o projeto Icó Mandantes passa por uma relativa e aparente fase de tranquilidade e prosperidade ao lado dessa alarmante taxa de suicídio. Os homicídios estão dentro da faixa de normalidade. Paralelamente, uma bomba relógio vem sendo lentamente montada em função do crescimento endógeno da população. Nos últimos 26 anos a população mais que triplicou. Nos próximos 10 anos teremos mais de 2.000 jovens entre 15 e 25 anos sem ter onde trabalhar, sem esperança, e com a autoestima em baixa. 95% desses jovens não querem mais se dedicar à agricultura, e mesmo que quisessem não há mais terra para trabalhar. Os governos Federal, Estadual e Municipal sozinhos não têm condições para resolver o problema. Se alguma coisa não for feita de imediato, a criminalidade vivida na primeira década do reassentamento voltará com muito mais força, agora facilitada pelo acesso fácil à drogas muito mais poderosas e o uso indiscriminado de agrotóxicos que vem contribuindo para o aumento do índice de suicício.

Entre esses agrotóxicos estão os organofosforados (Lorsban, Folidol, Azodrin, Malation, Diazinon, Nuvacron, Tamaron, Rhodiatox) e os carbonatos (Furadam, Carbaril, Temik, Zectram, Sevin). Não existe fiscalização ou qualquer controle.

O INSTITUTO AFIM nasceu nesse contexto. A sua fundação foi gestada a partir das necessidades sentidas e vividas pela própria comunidade local. Estamos tentando buscar parcerias junto aos órgãos governamentais e empresarias para evitar esse caos anunciado. Uma das soluções que perseguimos é agregar valor ao que aqui se produz através criação da cultura do empreendedorismo e associativismo e com isso partirmos para um novo modelo de desenvolvimento para o projeto através da agroindústria familiar. Isto não apenas elevará a autoestima dos jovens como também garantirá a sucessão familiar. Precisamos fazer com que os jovens sintam orgulho do meio rural onde vivem tornando-se produtivos e donos do seu próprio negócio.

Em fim, estamos lutando para concretizar um sonho. Estamos à procura de empresários e ONGs que queiram abraçar a nossa causa. Juntem-se a nós. Temos certeza que vamos conseguir.

…………

OBS: Os dados referentes ao Icó mandantes foram levantados em 24/09/2015. Fui em todas as agrovilas conversar com moradores fazendo a seguinte pergunta: quantas pessoas cometeram suicídio entre 2009 e 2014? Total 15. Para o cálculo foi considerado uma média de 6.000 habitantes nos últimos cinco anos. Deste total um foi cometido com revolver e outro por enforcamento. Os demais por envenenamento oriundo de produtos agrotóxicos.

Voa liberdade – Pra onde?

Imagem: http://thoth3126.com.br/uma-imagem-que-chocou-o-mundo/

Imagem: http://thoth3126.com.br/uma-imagem-que-chocou-o-mundo/

A imagem é chocante, da um nó na garganta, engasga, a lágrima rola. A imagem é chocante, mas deve ser publicada para que fique registrada na história a barbárie da humanidade numa região que tem mais de cinco mil anos de cultura, o Oriente Médio. A imagem é chocante, mas deve ser divulgada para que o mundo conheça os aspectos da vida ancorados nessa região em processos cíclicos de guerra civil. Essa imagem associada à música do nosso saudoso Jessé ajuda-nos a enxugar as lágrimas na esperança de que um dia todos viveremos em paz.

Caminho do Sucesso: Fazer os outros descobrirem que precisam de nós

afim_Logo

Amigos, especialmente os que residem no Icó Mandantes: Eu criei, ontem, uma página no face book intitulada AFIM. Para encontrá-la digite “afim” como se estivesse pesquisado um amigo. É muito importante que vocês, curtam a página, comentem, façam críticas, deem sugestões. Apesar de está vinculada a meu perfil, todos podem publicar, comentar, compartilhar.

Esta página destina-se a comunicar, divulgar, debater ações do Instituto como também publicar matérias que contribuam para a consolidação do Projeto Jovem Empreendedor da Agroindústria Familiar do Icó Mandantes.

Todas as metas previstas para o nosso projeto estão sendo cumpridas, algumas na íntegra, outras reformuladas.

Em breve teremos novidades que vão além do que estava previsto no início do projeto.  Aguardem!!!

Lembrem-se: O INSTITUTO AFIM não tem lado, não tem bandeira política. Tem vontade de encontrar pessoas, políticos partidários ou não, com discernimento suficiente para entender que precisamos caminhar juntos de mãos dadas. Parafraseando Bill Gates: Vamos fazer com que todos precisem de nós. Vamos tentar uma, duas, três vezes e quantas forem necessárias.  Só se conquista com persistência. Para chegarmos aonde a maioria não chega o caminho mais seguro é fazer o que a maioria não faz.

A vida: Um caminho sem volta

Petrolândia 06 de agosto de 2014

Serra do Papagaio, Icó Mandantes, Petrolândia, PE

Serra do Papagaio, Icó Mandantes, Petrolândia, PE

“A vida é um caminho sem volta, embora muitas vezes seja necessário construir novos sonhos, novas fantasias, novos projetos de vida. Nunca, nunca mesmo, nessa caminhada, devemos recorrer à falsidade, à hipocrisia, para denegrir a dignidade, a honra, de ninguém, a fim de usufruirmos benefícios qualquer que tenha sido a motivação. Nessa estrada da vida só não vence as turbulências quem semeia vento”. (Paulo Campos, 2014). O maior teólogo e filósofo do cristianismo Santo Agostinho nos ensina: “Uma virtude simulada é uma impiedade duplicada: à malícia une-se a falsidade”

Caminhos que me conduzem a felicidade

Petrolândia 02 de agosto de 2014

familiapcampos“Um dia depois de uma longa e árdua caminhada parei em frente ao meu eu e perguntei: Quem sou eu? Ele respondeu: Você é o que você é e aquilo que os outros pensam que você é. Se o que alguns pensam de você não é o que você é continue sendo o que você é. Continue Inventando sonhos, inventando objetivos, metas e estratégias para alcançá-los, mas saiba de uma coisa: Se os seus sonhos se tornarem realidade, invente novos sonhos, novos objetivos, novas metas e estratégias. Muitas vezes vai ser necessário voltar e refazer tudo novamente. O que você não deve fazer nessa caminhada em busca da felicidade, é inventar estratégias que coloquem pedras na trilha dos seus semelhantes, pois você pode tropeçar numa delas no caminho de volta”. (Paulo Campos, 2014, Viajando em busca de mim mesmo).